3 hábitos de um casal cristão antes de ir pra cama!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Parece ser coisa simples, mas não é!

Não parece coisa indispensável, mas é absolutamente indeclinável!

A vida a dois é repleta de acontecimentos envolvidos por uma simplicidade enorme. Quanto mais o casal desenvolve a habilidade de identificar quais são esses acontecimentos e dar a eles o devido valor, mais felizes serão. A intimidade de um casal nos momentos que antecipam a ida para a cama, quer seja para um momento de intimidade, para o ato sexual ou simplesmente para dormir, é uma das ocasiões na vida a dois que podem ser muito bem cuidadas ou também podem ser estranhamente negligenciadas, e com consequências importantes, no mínimo, por conta do desleixo com as coisas evidentes e que dão sabor à vida de um modo geral. Aqui, surgem hábitos que podem ser cultivados, que podem ser identificados, por que já fazem parte do dia a dia de um casal, e também, desta reflexão, podem nascer novos hábitos para melhorar este momento tão simples e escondido, entretanto, fortemente revelador da forma como o casal valoriza o estar a sós.

1. Colocar o papo em dia. O hábito de colocar o papo em dia antes de ir para a cama, é algo muito criativo e inteligente. É criativo porque, nesses momentos, o casal pode se sentir muito mais à vontade para dizer o que pensa e para externar sentimentos que nem sempre são fáceis a respeito daquilo que acontece no dia a dia. É inteligente porque é preciso identificar que durante o dia, nem sempre os momentos são adequados para tratar daqueles assuntos que precisam necessariamente serem tratados. Então, são momentos onde o casal pode, com mais leveza e transparência, compartilhar aquilo que pensa e, mais ainda, pode atingir aquele nível de compartilhamento tão importante para o crescimento, que é quando o casal começa a expressar como se sente. Por exemplo raiva, alegria, tristeza, frustração, arrependimento…..ocorrências que a gente não revela de qualquer forma! Casais que cultivam esse hábito começam a identificar que existe o momento certo para cada coisa, e que existem assuntos que precisam ser tratados depois, somente entre os dois, naquela intimidade própria do casal. Desta forma, aprendem a deixar pra depois, sem o risco de não tocar mais naquele assunto.

2. Dizer eu te amo, Deus te abençoe. O que sugerimos acima já abre espaço pra gente avançar em coisas mais simples ainda, entretanto possuidoras de uma força inacreditável! É como se a gente pudesse “apertar aquele botão” para suavizar ambientes, retirar o estresse das emoções, ou olhar para a vida do jeito certo.

Em um outro momento já explicamos que o órgão sexual mais importante é o ouvido. (leia o artigo “Qual o órgão sexual mais importante?“) Além do mais, por muito tempo Eliana e eu estamos nos exercitando na escuta um do outro, ponto determinante para sabermos acolher a graça deste pertencimento da pessoa que tanto desejamos, pois, a verdade é que sabemos que habitamos o coração de alguém, quando este alguém diz que me ama, me escutando e não precisa de muita coisa além disso.

Portanto, não tenha medo de também criar o hábito de dizer; “eu te amo, Deus te abençoe” toda noite. Com vontade, sem ânimo, com prazer, só por dizer….. é uma forma entendível que expressar o que realmente importa, não é mesmo?

– Mesmo que não tenhamos nos comportado como devíamos, eu te amo, Deus te abençoe!

– Mesmo que as coisas tenham saído de um modo completamente ao contrário e fora do controle, eu te amo, Deus te abençoe!

– Mesmo que eu tenha magoado você, eu te amo, Deus te abençoe, meu amor!

3. Escolher boas conversas. Aqui, é preciso que o bom senso entre em ação. Escolher os temas de uma conversa ou bate papo entre marido a mulher, em determinadas circunstâncias, é coisa importante demais!

O mais valioso neste item é identificar aqueles assuntos que podem estragar o ambiente e, às vezes, toda uma noite, ou um momento de amor e leveza, por exemplo, e deixá-los para depois. Mas para depois mesmo! Isto é, presentemente, longe de nós a idéia que não falar sobre o que deve ser conversado.

A grande sacada é não ter medo de identificar estes assuntos “estraga prazer” e combinar que vamos deixar pra depois, justamente, para nunca engavetar situações que realmente merecem atenção, mas que possuem seu lugar e momento. Será sensacional se o casal conseguir perceber quem dos dois tem maior habilidade, mas inclusive força para dizer que não é hora para tal questão.

Lembre-se que a vida a dois será cada vez mais forte, quando o casal dedicar tempo e cuidado para o que não é tão perceptível aos olhos, mas é essencial para o coração

Dica de Leitura:

NEWSLATTER

Fique por dentro das nossas novidades!